20 de abril de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Protege Cargo

Grupo Protege amplia serviço de transporte de cargas de valor agregado com caminhões 100% blindados. Empresa de segurança privada cria o ‘Protege Cargo’ para atender o mercado de transporte convencional com expertise em segurança e cobertura ampla de seguros

 O Grupo Protege, empresa nacional de segurança privada, criou uma nova modalidade para o transporte de cargas de valor agregado. O ‘Protege Cargo’ chega como complemento ao Carga Segura para ofertar novas opções de logística de cargas em caminhões 100% blindados de acordo com as necessidades de seus clientes e ampliar sua carteira em empresas que operam no segmento de tecnologia, agronegócios e indústria do tabaco, entre outros.

Segundo dados da Associação Nacional de Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística), apesar da queda nos últimos anos, o roubo de cargas registrou um prejuízo de R$ 1,2 bilhão no Brasil em 2022. As rotas das regiões Sudeste e Sul seguem concentrando o maior número de casos, com cerca de 90% das ocorrências.

O Protege Cargo opera com quatro modelos de caminhões 100% blindados no transporte de cargas de valor agregado, com destaque para a carreta blindada de 16 metros de comprimento e capacidade de transportar 28 Paletes Padrão Brasil (PBR). Todos os veículos só podem ser abertos com latitude e longitude correta, senha e contrassenha, de acordo com o plano de segurança determinado pelo DSC, o Departamento de Segurança Corporativa do Grupo Protege.

 A estrutura de segurança da empresa e a expertise em logística de valores garante para os clientes que a carga seja assegurada com um dos menores custos Ad Valorem do mercado.

“O Protege Cargo é uma opção ao cliente que precisa migrar do transporte convencional de cargas para soluções com maior segurança, com uma apólice de seguro adequada ao seu negócio e contar com caminhões 100% blindados e modernos para assegurar a entrega segura de sua carga”, diz Nilza Soares, gerente comercial do Grupo Protege.

 As principais rotas de operação do Protege Cargo são Centros de Distribuição (CDs), fábricas, aeroportos e portos.

 Desde 2014, a empresa trabalha no transporte de cargas de alto valor agregado. O Carga Segura não registrou nenhuma tentativa de sinistro desde a sua criação. As duas operações vão utilizar o Hub de Campinas, São Paulo, que possui cerca de 12 mil metros quadrados e ainda conta com uma base operacional certificada pela Polícia Federal, como ponto estratégico de referência para o transporte de cargas.

 Todos os veículos contam com a certificação OEA (Operador Econômico Autorizado), documento emitido pela Receita Federal que autoriza operações de comércio exterior envolvendo movimentação internacional de mercadorias, para atuar em portos e aeroportos.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br