25 de junho de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Transporte perigoso com eficiência

Qualidade no transporte rodoviário de produtos químicos e perigosos. Executivos destacam dicas essenciais para a integração das empresas no segmento

O transporte rodoviário de produtos químicos e perigosos necessita de cuidados especiais com a segurança, uma vez que envolve materiais radioativos, substâncias tóxicas, líquidos inflamáveis e qualquer outro produto que represente ameaça ao meio ambiente e à saúde das pessoas envolvidas. A fim de garantir um transporte eficiente, há uma série de medidas que devem ser cumpridas tanto pelo embarcador quanto pelo transportador.

Neste sentido, Marcel Zorzin, diretor operacional da Zorzin Logística – transportadora especializada no segmento e localizada na cidade de Mauá, em São Paulo –, exemplifica a maneira eficiente de se transportar os produtos perigosos pelas estradas: “Primeiro, precisamos de um planejamento prévio detalhado das rotas e horários que cumpriremos. Em seguida, garante-se que o veículo utilizado seja apropriado ao material transportado e contenha os respectivos equipamentos de segurança. Além disso, os motoristas precisam estar treinados adequadamente em relação aos procedimentos e normas a serem seguidas”, descreve o executivo.

Personalização no serviço

Atualmente, existem aproximadamente três mil produtos catalogados como perigosos pela Organização das Nações Unidas (ONU). Cada um destes produtos possui características únicas e ocasionam um impacto distinto no meio ambiente.

Na visão de Gislaine Zorzin, diretora administrativa e de novos negócios na Zorzin Logística, para se diferenciar dos padrões fornecidos pelo mercado, a empresa busca um atendimento personalizado para transportar os produtos desejados pelos parceiros comerciais.

“Inicialmente, analisamos os riscos específicos de cada mercadoria. Em seguida, realizamos uma análise de embalagens para encontrar a mais adequada e a sinalizamos de forma clara. Essas são exigências que precisam constar em cada carga. Finalmente, concluímos com o monitoramento constante da mercadoria durante todo o percurso”, relata a diretora.

Medidas de Segurança

O cuidado das empresas com esse modelo de serviço vai além de somente transportar, pois a responsabilidade também passa por obter colaboradores especializados e capacitados, além de documentações corretas e organizadas.

Recentemente, as autoridades policiais, especialmente a Polícia Rodoviária Federal (PRF), vêm intensificando as fiscalizações pelas malhas rodoviárias brasileiras a fim de aprimorar a segurança viária e colaborar com um trânsito eficiente. Para Marcel, a responsabilidade das empresas que realizam esse tipo de transporte precisa estar respaldada por qualquer medida legal para garantir um aporte seguro nas operações realizadas.

“Existem três pilares fundamentais para o transporte de produtos químicos e perigosos. O primeiro, passa pela verificação da documentação e certificações necessárias. O segundo pilar é uma inspeção prévia dos veículos e equipamentos de segurança. Por último, o cumprimento rigoroso das normas e regulamentos vigentes”, descreve o diretor operacional.

Imersão no transporte de produtos perigosos

São evidentes os desafios apresentados para se integrar nesse segmento de transporte. Porém, a movimentação de mercadorias é fundamental para o crescimento econômico brasileiro, especialmente quando se trata de combustíveis, como diesel, etanol e gasolina.

Gislaine explica a importância de novas empresas estarem conformes às operações nessa atividade, além de detalhar dicas para a imersão delas nesse mercado. “Antigamente, tínhamos uma visão muito crua de que, quanto mais empresas no mesmo segmento, mais competitividade existiria. Apesar de ainda haver isso, o pensamento tem mudado juntamente com as perspectivas e temos tratado como um olhar de desenvolvimento. Ou seja, queremos unir forças e ideias para mudarmos os processos. Então, para aqueles que desejam contribuir, digo para continuarem se atualizando sobre as legislações, sobre as boas práticas do setor e priorizar a segurança em todas as etapas do transporte”, finaliza a executiva.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br