3 de dezembro de 2023

CARGAS

O site dos transportes

Desmistificando

Diferenças entre operador logístico, embarcador e transportador. Ajudando a desmistificar o setor logístico, especialista explica o que cada profissional faz e como contribuem para o segmento

Segundo dados do 4º Painel CNT do Transporte, feito pela Confederação Nacional do Transporte em 2020, a frota no Brasil, neste ano, chegou a 107,2 milhões de veículos. No cenário pandêmico, as compras online turbinaram, não só vindo dos consumidores finais, mas também dos fornecedores de grandes empresas. Com isso, houve um aumento expressivo do uso de transportes, principalmente para suprir essa movimentação de compra e venda no mundo virtual.

É neste contexto que se insere a Motz, transportadora digital que nasceu do grupo Votorantim  Cimentos. A startup é responsável pelo transporte das cargas do começo ao fim, monitorando e acompanhando todo o processo. Além disso, a empresa centraliza a gestão do relacionamento com os caminhoneiros e caminhoneiras por meio de seus processos digitais, facilitando desde a seleção dos profissionais, até a administração dos contratos, com mais segurança e solidez, tanto para os embarcadores quanto para os profissionais autônomos.

Pensando em desmistificar o setor ainda pouco conhecido, o CEO da empresa separou algumas características para diferenciar os operadores logísticos, embarcadores e transportadores. “Ainda há muita dúvida dentro do nosso setor e, nossa intenção com a Motz, além de ajudar na jornada dos profissionais, é também torná-los mais visíveis e ampliar a compreensão sobre o segmento em que atuam”, afirma o CEO da startup, André Pimenta.

Ele ainda explica que o embarcador é o dono dos produtos que serão transportados e é aquela empresa que precisa que o deslocamento seja feito, ou seja, a loja ou distribuidora. Sua função é fazer todo o planejamento do embarque da mercadoria. Já o transportador é a organização que cuida de todo o transporte em si e responde por levar os produtos até o lugar acordado.

Por fim, o operador logístico se insere nesse meio de uma forma mais especializada e segmentada, cuidando da operação como um todo. Esse profissional é responsável por toda a parte de recebimento e envio de materiais, além de acompanhar e garantir a distribuição e armazenamento de produtos de forma correta e segura. O operador ajuda a otimizar o processo logístico e participa ativamente no rastreio e envio de informações caso haja algum problema com o processo.

“Cada cenário e empresa terá seu modelo ideal. Algumas organizações precisam dos três profissionais juntos e outras podem precisar de um ou dois. Entretanto, é sempre importante que os especialistas trabalhem em harmonia e equilíbrio para garantir o sucesso das operações. Nesse meio, a Motz se insere como uma aliada aos profissionais a fim de garantir solidez e segurança no atendimento e nas entregas”, finaliza o executivo.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br