22 de maio de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Foto: Divulgação Norsul

Inovação marítima

Saiba como empresas do setor de logística marítima, como a Norsul, estão usando a tecnologia a favor de sustentabilidade e segurança nas operações. Duas iniciativas recentes utilizadas são a telemetria e drones

 A inovação é um tema que permeia as conversas no mercado de trabalho em todas as áreas. Na navegação, em particular, o tema traz soluções a questões de grande importância para o setor, como sustentabilidade e segurança, e a tecnologia é uma forte aliada das empresas nesses assuntos. A Norsul, empresa de navegação e logística integrada, investe em projetos através de parcerias que utilizam novas tecnologias e IoT (internet das coisas), para resolver de modo inteligente as demandas do mercado.

Duas iniciativas recentes da marca são a Telemetria, que obtém  dados das embarcações  para enviá-los a um software de monitoramento, e o uso de drones subaquáticos e aéreos para inspecionar embarcações. Em parceria com uma startup, a Norsul desenvolveu um software de monitoramento que usa  IoT para proporcionar maior segurança à tripulação e aos serviços entregues pela empresa.  A solução oferece o monitoramento e a visualização de variados parâmetros das embarcações através de rápidas consultas a um bot no whatsapp ou acessando uma plataforma web – que apresenta maior detalhamento das informações por meio de gráficos e painéis gerenciais. Ali estão informações vitais como velocidade, consumo de combustível, posição, vento, corrente, rumo, direção, temperatura e outros dados.

Ao todos, são mais de 280 sensores analisados pela ferramenta em tempo real – incluindo a movimentação das embarcações no Brasil, que são reunidos e transmitidos para um servidor na nuvem e atualizados a cada 10 segundos. Essa transmissão se dá via conexão 3G/4G, utilizando a rede disponível de uma das quatro operadoras de telefonia móvel no país ou por internet via satélite, quando a rede móvel fica indisponível no percurso. 

“A iniciativa é fundamental para tornar as operações cotidianas muito mais dinâmicas ao disponibilizar informações em tempo real da frota. É possível acompanhar o início e fim de viagens, chegada e saída dos portos, e tudo isso de forma automatizada”, conta Fabiano Lorenzi, diretor de operações da Norsul. 

O rastreamento dos ativos 24h permite, por exemplo, saber qual embarcação tem melhor ou pior performance, e entender como as principais variáveis impactam no consumo de combustível de cada um dos navios em operação. “Neste cenário, a tomada de decisão se torna muito mais fácil, ágil e adaptável o que, consequentemente, leva à uma melhoria da eficiência energética e a otimização da operação como um todo”, destaca Lorenzi. 

Já as inspeções das embarcações são feitas através de e veículos submarinos e drones operados remotamente (ROV) em conjunto com startups que utilizam tecnologias adaptadas para o setor: ao lado da Norsul, as empresas desenvolveram novas ferramentas de inspeção, unindo tecnologia 4.0 e a IoT.  A operação funciona tão bem que algumas destas inspeções já substituem até as revisões obrigatórias do segmento e reduzem riscos envolvidos em tais operações quando realizadas por profissionais especializados.

O veículo submarino é operado remotamente (ROV) por um técnico a bordo da embarcação e as imagens captadas são transmitidas para os vistoriadores remotos.

 No caso de drones aéreos, a operação é semelhante. O voo é semiautônomo e as imagens também são transmitidas para análise remota. Em ambos, os equipamentos substituem a inspeção em altura nos guindastes e estruturas aéreas, como guindastes acoplados nas embarcações, por exemplo, e também outras de difícil acesso, como tanques de lastro e espaços confinados nas embarcações. Com a iniciativa, a empresa reduz a exposição de mergulhadores e técnicos da área ao risco inerente das atividades. 

Saber por meio das filmagens, por exemplo, se um esquema de pintura ou tecnologia anti-incrustante está ou não funcionando como esperado pode ajudar a equipe a selecionar aqueles que melhor geram resultados na operação, reduzindo assim o consumo de combustível.

“Estas tecnologias vêm representando os avanços na digitalização do setor marítimo, que ainda tem muito a desenvolver. A partir da telemetria e das vistorias digitalizadas, conseguimos também melhorar a eficiência energética do navio. No fim, as duas iniciativas impactam diretamente na qualidade do serviço prestado pela Norsul, além de estarem alinhadas aos nossos valores de sustentabilidade e segurança, fundamentais para continuarmos no nosso propósito que é fazer o que é bom para as pessoas e para o mundo”, finaliza o diretor de operações.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br