17 de abril de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Tecnologias na logística

Segundo estudo, empresas ainda investem pouco em tecnologias para eficiência logística. Realidade da logística no Brasil pede por novas tecnologias que facilitem o serviço das empresas

Com o aumento do roubo de cargas no Brasil em 2022, nunca foi tão necessário investir na segurança do transporte logístico. O Índice de Produtividade Tecnológica (IPT) de Logística, desenvolvido em parceria pela TOTVS e a H2R Pesquisas Avançadas, revelou que as indústrias brasileiras ainda investem pouco em tecnologia para apoiar seu gerenciamento logístico.

Nesse aspecto, o público é composto por embarcadores, parte de 84% das empresas pesquisadas, sendo 740 empresas entre nacionais e multinacionais, com faturamento acima ou igual a R$ 5 milhões.

A realidade é que a grande maioria possui departamentos responsáveis, mas não possuem meios para suportar as demandas geradas. Das 740 organizações, apenas 25% afirma ter um sistema de gestão de transporte, e 42%, um sistema de gestão de armazenagem. A análise mostra que ainda há uma parcela do mercado que precisa se atualizar.

Em consonância, a insurtech de mobilidade de carga SmartLoad é pioneira na inovação e simplificação de processos antes complexos, a fim de entregar maior valor, sustentabilidade e segurança para empresas que transportam mercadorias no Brasil ou internacionalmente.

De acordo com o co-fundador e CEO da startup, Sylvio Bispo, ao investir em tecnologias para recursos de mitigação de riscos, as empresas ganham maior sustentabilidade. ”Reduzir o número de sinistros, tanto de roubo como de acidentes, tem sido um anseio para todo o ecossistema logístico-securitário. Uma dica importante é investir em medidas, processos e ferramentas que tragam maior inovação e segurança para operações logísticas”, declara.

Por conta disso, a empresa é responsável por desenvolver soluções tecnológicas que contribuam com a redução de ocorrências e que garantam as etapas securitárias e, consequentemente, as indenizações em casos de sinistros. Com a SmartBox, por exemplo, é possível realizar, de forma simples, integrada, automatizada e multicanal, a averbação da carga em todas as etapas do transporte. Como outro diferencial, por meio do SmartLoad App, além de averbar a coleta, é possível criar e gerenciar tarefas e acompanhar o transporte até a entrega.

Já a solução SmartDriver, oferece toda a verificação da documentação e status do motorista responsável, trazendo maior agilidade no cadastro e consulta de profissionais, integrando inteligência e alta tecnologia ao permitir a criação de um histórico, com reputação e outras características personalizadas que qualifiquem ainda mais o mercado.

De acordo com Sylvio Bispo, o mercado transportador está sedento por inovação, porém, muitos não a encontram, de fato, nos processos de seguro de carga. “Atuando com o mercado logístico há quase duas décadas, já me deparei com milhares de transportadores que possuíam uma operação eficiente, porém, o seguro acabava sendo uma barreira, por conta de suas regras de risco; ou ainda, transportadores que têm receio de investir em algo novo, e acabam sendo negligentes com suas empresas e causando prejuízos”, comenta o especialista.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br