20 de maio de 2024

CARGAS

O site dos transportes

O TRC e as instituições

Associações, federações, sindicatos e confederações possuem extrema importância na representatividade das empresas ligadas ao transporte rodoviário de cargas

De acordo com dados da Secretaria do Trabalho do Ministério da Economia, existe no Brasil um total de 5.174 sindicatos que representam a classe empresarial. Tais instituições têm como objetivo defender os direitos de seus trabalhadores, uma vez que as entidades de classe são instituições civis sem fins lucrativos, criadas a partir da união de pessoas ou de empresas.

Essas organizações estão presentes em diversos âmbitos profissionais, sendo representadas por associações, federações, sindicatos e confederações, e atuam nos mais variados segmentos. No ramo de transporte rodoviário de cargas (TRC), as entidades possuem extrema importância na representatividade das empresas do setor, com o foco de atuação em prol de um ambiente mais justo para todos.

Os sindicatos patronais desempenham a atividade lícita à organização de uma associação focada em iniciativas de estudo, de defesa e de coordenação dos interesses de profissionais em comum.

Além disso, têm o dever de representar as instituições dos setores produtivos em que exercem, tornando-se uma peça fundamental para a economia brasileira. Além de representar os associados em funções legislativas, políticas e comerciais, as associações defendem e prezam pelos interesses dos empregadores em termos econômicos, sociais e políticos.

Para Antonio Ruyz, presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística do Oeste do Paraná (Sintropar), os sindicatos podem ser bem utilizados pelos seus colaboradores com as ferramentas que oferecem, além dos cuidados que possuem com as pessoas que fazem parte da organização.

“As entidades são de suma importância para o TRC, porque por meio delas conseguimos atuar nas esferas estaduais, federais e municipais, levando demandas e necessidades não apenas de uma empresa em si, mas de um coletivo”, aponta o presidente.

Os sindicatos operam também em vigência à consolidação das leis do trabalho (CLT), orientando e fiscalizando as relações trabalhistas, além das normas de segurança do trabalho, de pisos salariais e de acordos legais.

Visando beneficiar a sociedade como um todo, as entidades sindicais detêm voz em pautas importantes no TRC, podendo negociar mudanças legislativas e vantagens comerciais e representando as organizações pertencentes em questões trabalhistas e políticas. “Representamos um conjunto de empresas. Assim, possuímos mais força e estrutura, de modo que conseguimos construir condições melhores para que o transportador rodoviário de cargas possa exercer sua atividade, que é fundamental para a economia do país de uma forma tranquila e segura”, afirma.

Ainda de acordo com o presidente, a representatividade legislativa que o sindicato detém é extremamente relevante para os empresários, que sozinhos não conseguiriam solucionar uma série de questões legais. “Hoje, a entidade trabalha muito com essa política sindical não partidária, de modo que o profissional consegue ser ouvido pelo poder legislativo”, diz Ruyz.

Ainda segundo o presidente da Sintropar, as entidades de classes procuram uma profissionalização melhor aos seus membros. “Com esse foco, são organizadas palestras e cursos de atividades no setor, promovendo conhecimentos de como se criar um ambiente no qual os serviços das empresas sejam bem definidos e acessíveis, ocasionando assim maior crescimento comercial”, finaliza.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br