27 de maio de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Volvo investindo na China

Em linha com a estratégia de longo prazo do Grupo, a Volvo Trucks está expandindo suas operações comerciais no país asiático

A Volvo Trucks concordou em adquirir a JMC Heavy Duty Vehicle, uma subsidiária da Jiangling Motors, que inclui uma unidade de fabricação em Taiyuan, província de Shanxi, China, por um valor de RMB 0,8 ​​bilhão (130 milhões de dólares). O objetivo é iniciar a produção dos novos caminhões pesados ​​Volvo FH, FM e FMX em Taiyuan para clientes na China a partir do final de 2022.

A Volvo Trucks atua no mercado chinês desde 1934. Durante os últimos dois anos, o forte crescimento dos serviços de logística, incluindo o e-commerce, levou a um aumento nas vendas de caminhões da montadora sueca no país. Em 2020, mais de 4,5 mil caminhões pesados ​​da Volvo foram importados e entregues a clientes no ‘gigante’ asiático. Em linha com a estratégia de longo prazo do Grupo, a Volvo Trucks está, portanto, expandindo suas operações comerciais na China.

“Estamos empenhados em moldar o futuro de soluções de transporte sustentáveis. Com nossa presença de longa data na China, estamos aumentando nossas vendas e expandindo nossa forte rede de pontos de vendas e serviços, juntamente com nossos parceiros revendedores privados”, disse Roger Alm, presidente da Volvo Trucks.

“Nos últimos anos, vimos um rápido desenvolvimento dos mercados de logística e uma demanda crescente por nossos caminhões e serviços premium. Para atender à demanda dos operadores de transporte chineses, é o momento certo para estabelecermos uma cadeia de valor regional com nossa própria fabricação de caminhões pesados ​​na China”, completa Alm.

As operações em Taiyuan incluirão estampagem, soldagem, fabricação de cabines, pintura e montagem final de caminhões Volvo. Após o investimento, dentro de alguns anos, a fábrica terá capacidade para produzir 15 mil caminhões Volvo por ano com potencial para aumentar ainda mais a capacidade.

A transação está sujeita às condições habituais de fechamento, incluindo aprovações regulatórias.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br