27 de maio de 2024

CARGAS

O site dos transportes

VLI de frota nova

Nova frota de vagões adquirida pela VLI já opera na Ferrovia Norte-Sul. Ao todo, são 168 vagões, adquiridos para ampliar a capacidade de escoamento da safra brasileira de grãos pelo Arco Norte

 A VLI – companhia de soluções logísticas que opera ferrovias, portos e terminais – já conta com o reforço de 168 novos vagões graneleiros no transporte de cargas na Ferrovia Norte-Sul (FNS). Os vagões foram adquiridos no último ano junto à fabricante Greenbrier Maxion, de Hortolândia (São Paulo), em um negócio com investimento total de R$ 200 milhões, que envolve também três locomotivas para operação na região – em mais um estímulo da VLI à indústria ferroviária nacional.

O Corredor Norte percorre os estados do Tocantins e do Maranhão pelo tramo norte da Ferrovia Norte-Sul, controlado pela VLI, e pela Estrada de Ferro Carajás, onde a companhia opera por direito de passagem para chegar ao sistema portuário de São Luís. O corredor conta, ainda, com três terminais integradores, instalados em Palmeirante e Porto Nacional, no Tocantins, e em Porto Franco, no Maranhão.

“A nova frota de vagões proporcionará o aumento da nossa capacidade de transporte e de atendimento aos produtores da região, ao mesmo passo em que seguimos com o foco constante em planejamento e excelência operacional, com o objetivo de somar ainda mais eficiência ao negócio dos nossos clientes”, afirma Alisson Ruas, gerente geral de operações do Corredor Norte da VLI.

O aumento da capacidade de transporte também acompanha o crescimento dos volumes movimentados pela VLI ano a ano no Corredor Norte. Em 2023, a companhia movimentou o volume recorde de 14,5 bilhões de TKU (toneladas por quilômetro útil) no trecho, contra 14,1 bilhões em 2022, recorde anterior. No último ano, a companhia também registrou seu melhor resultado no Terminal Portuário de São Luís, com 5,6 milhões de toneladas elevadas, contra 5,4 milhões em 2022.

Além dos grãos, a VLI transporta combustíveis, insumos minerais e fertilizantes no Corredor Norte. Neste último segmento, a companhia teve uma importante inauguração em 2023, com o início da operação de transporte de fertilizantes, em uma parceria com a Companhia Operadora Portuária do Itaqui (Copi). O projeto é resultado de investimentos conjuntos que somaram de mais de R$ 400 milhões e nasce com capacidade para movimentar 1,5 milhão de toneladas por ano.

A inauguração do corredor é o primeiro passo para uma grande transformação regional, possibilitando a criação de um grande polo industrial no Terminal Integrador de Palmeirante e áreas adjacentes, com possibilidade de arrendamento de terreno para players de fertilizantes, tradings de agronegócio e outros setores. A principal vantagem é o ganho em eficiência, pela proximidade com a operação ferroviária e capacidade de armazenagem oferecida no local. No último ano, Mosaic e Ultracargo anunciaram investimentos para instalação no local.

Sobre os vagões

Os vagões Hopper HTT, fabricados pela Greenbrier Maxion apresentam três diferenciais importantes: redução do comprimento sem perda de volume, diminuição da tara (peso) e aumento da vida útil. Com todas essas otimizações, há um incremento na capacidade de carga por trem. Outro destaque é o sistema descarga rápida e o revestimento interno com pintura especial, que não retém a carga no interior do vagão. Além disso, as unidades novas possuem o sistema do truque Motion Control, de alto desempenho e com redução do desgaste de componentes, gerando menor consumo de combustível e mais segurança.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br