25 de junho de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Novos Mercedes-Benz

Montadora traz novidades ao portfólio de caminhões 2024 com renovação da linha Atego e novos modelos vocacionais. Empresa também anuncia novidades em caminhões extrapesados

A Mercedes-Benz novidades para a sua linha de caminhões neste ano. Dentre os lançamentos, está a renovação da Linha Atego 2024, que abrange caminhões médios e semipesados para transporte rodoviário e urbano, como também extrapesados para aplicações severas da construção civil, agropecuária e operações fora de estrada, além de várias configurações de tração: 4×2, 6×2, 8×2, 6×4 e 8×4.

O principal destaque do portfólio é o novo visual de toda a linha Atego, que chama a atenção pelo estilo moderno, seguindo o design dos extrapesados Actros no caso de modelos rodoviários e urbanos, assim como a identidade do Arocs nas versões fora de estrada. Também foram lançados dois caminhões vocacionais para o portfólio 2024: o Atego 1729 compactador de lixo e o Atego 1733 bombeiro.

A montadora alemã anunciou ainda novidades de suas linhas de caminhões extrapesados, caso do início das vendas do Actros 2553 6×2 com motor de 530 cavalos,  e do Arocs 3353 S 6×4 versão cavalo-mecânico com motor de 530 cavalos.

“Os novos Atego, Actros e Arocs são alguns dos nossos lançamentos, que chegam aos concessionários a partir deste mês. Mas 2024 é ano de Fenatran, IAA e LatBus e estamos preparando muito mais novidades para o mercado”, diz Achim Puchert, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina.

“Com mais de 67 anos no país, nossa empresa segue confiante quanto ao crescimento e ao desenvolvimento da Mercedes-Benz e do Brasil. As expectativas, neste início de ano, já são muito boas para dois setores que ocupam posição de liderança na economia brasileira: o agronegócio e a mineração. Além disso, há sinais positivos com o aquecimento do varejo a partir da geração de empregos e da construção civil, devido às grandes obras de infraestrutura do PAC e à programas como o Minha Casa, Minha Vida”, acrescentou o presidente.

“O grande desafio da economia do Brasil segue sendo a velocidade da queda de juros. Embora a taxa de juros esteja caindo, ainda está num nível elevado”, comenta Achim Puchert. “A queda mais acentuada é necessária para recuperar a capacidade de crédito das famílias e das empresas, entre elas os transportadores e os autônomos”.

O executivo destaca ainda que a Mercedes observa com positividade a nova política industrial, que entre outras coisas, inclui o mecanismo de depreciação acelerada, que deve estimular as transportadoras a renovar sua frota de caminhões e ônibus.

“Além disso, a exemplo de países avançados, apoiamos o programa federal Mover, que traz um norte para o nosso setor, incentivando a descarbonização e desenvolvimento de avançadas e sustentáveis tecnologias no Brasil. Nós, da Mercedes-Benz, acreditamos no Brasil como um polo de tecnologias sustentáveis no futuro. Precisamos de iniciativas sustentáveis, econômicas e sociais somadas ao controle fiscal. Com isso e com uma competição justa em todas as regiões do Brasil, teremos benefícios para o país e para a sociedade”.

Em 2024, a Mercedes-Benz do Brasil celebrará dois recordes, conforme adianta Achim Puchert: “Vamos comemorar 2,5 milhões de caminhões e ônibus Mercedes-Benz produzidos no país desde 1956. Além disso, ultrapassaremos o marco de mais de 530 mil caminhões e ônibus exportados”.

Novo Atego

“Com a nova versão, o Atego ganha ainda mais evidência nas estradas e nas ruas por sua modernidade, reforçando uma identidade visual alinhada às famílias de extrapesados Actros e Arocs. Além disso, essa novidade assegura maior robustez e menor custo de manutenção para os nossos clientes, valorizando sua frota e aumentando o valor de revenda do veículo”, afirma Jefferson Ferrarez, vice-presidente de vendas, marketing e peças & serviços caminhões da Mercedes-Benz do Brasil.

De acordo com o executivo, a renovação do Atego é mais um resultado concreto do compromisso As estradas falam, a Mercedes-Benz ouve e traz a solução. “Isso é confirmado pelo lançamento de dois caminhões vocacionais. Ou seja, continuamos avançando sempre. A gente não para de evoluir e de inovar. Essas novidades chegam ao mercado no momento especial em que o Atego completa 20 anos no Brasil. Uma linha de caminhões com a estrela de três pontas, com permanente sucesso junto a frotisas, transportadores e autônomos por sua versatilidade de aplicação e flexibilidade na oferta de diversos modelos, versões e itens de configuração. Dessa forma, atende todas as demandas dos nossos clientes com qualidade e rentabilidade”.

Novo visual

O Atego rodoviário e urbano chega ao mercado com uma frente mais moderna, identificada com a família Actros. Entre as novidades incluem-se novo defletor de ar com atualização aerodinâmica, novo spoiler frontal com farol de neblina opcional na versão rodoviária, grade frontal robusta com design do Actros e para-choque com acabamento termoplástico, que traz modernidade ao design e robustez da estrutura metálica tubular, mantendo a modularidade para simplificação de eventual manutenção. A otimização dos elementos, com design mais clean, também assegura maior robustez de fixação.

Os faróis modulares permitem substituição individual dos módulos trazendo menor custo de manutenção. Esses módulos são os mesmos aplicados aos caminhões da Linha Accelo, o que favorece a intercambiabilidade de peças e componentes, diminuindo o custo de manutenção.

Design e robustez

O Atego para operações fora de estrada ganha um design mais robusto, seguindo a identidade dos extrapesados da linha Arocs. Destaque para a nova grade, defletor de ar, para-choque com estrutura metálica tubular, faróis modulares com substituição individual dos módulos, elementos com design mais clean para maior robustez de fixação e protetores de faróis.

Vale destacar que o design robusto da versão off-road estará disponível como opcional para os modelos urbanos, rodoviários e vocacionais por meio do pacote robustez. A principal vantagem destes itens está no aumento do ângulo de entrada do veículo (até 5 graus), que facilicita a operação em ruas e estradas com buracos, lombadas e terra, oferecendo menos riscos de quebras e aumentando a disponibilidade do caminhão.

Atego 1729 compactador de lixo

Lançamento da linha 2024, o novo caminhão semipesado Atego 1729, vocacional como compactador de lixo, tem capacidade para 17,1 ton de PBT (peso bruto total), podendo chegar a 24,1 ton de PBT com terceiro eixo instalado por empresas implementadoras do mercado.

O Atego 1729 oferece duas opções de distância entre eixos: 3.850 mm (para compactadores de até 15 m³) ou 4.800 mm (compactadores de até 19 m³).

Esse modelo Atego vem equipado com o consagrado motor Mercedes-Benz OM 926 LA de 6 cilindros e 7,2 litros, compatível com a norma Proconve P8 (Euro 6), oferecendo potência de 286 cv e elevado torque de 1.100 Nm. Seu trem de força conta também com caixa de mudanças automática Allison S3000 P de 6 velocidades, eixo traseiro Meritor 25.168 de uma velocidade e bloqueio de diferencial. A tomada de força na traseira do motor é original Mercedes-Benz, com torque de 600 Nm, e sai de fábrica pronta para implementação, adequando-se à aplicação do veículo.

O caminhão vocacional traz algumas novidades para atender as condições severas da aplicação de coleta de resíduos, como a nova suspensão dianteira de molas de três lâminas e suspensão traseira de molas curtas reforçadas, sem contra feixe no entre eixos de 3.850 mm para compactadores de até 15 m³ e com o contra feixe no entre eixos de 4.800 mm para compactadores de até 19 m³. O quadro sem emenda, atrás da cabina, assegura mais robustez e flexibilidade na implementação.

Entre as novidades do Atego 1729 compactador de lixo destacam-se ainda novo banco mais confortável para três acompanhantes e escape vertical mais longo. Essa versão vocacional apresenta para-choque dianteiro off-road que aumenta o ângulo de entrada do veículo, sendo mais resistente e menos suscetível a quebras.

Atego 1733 bombeiro

Com PBT de 17,1 ton e distância entre eixos de 4.800 mm, o novo 1733 bombeiro vem equipado com o motor OM 926 LA de 6 cilindros e 7,2 litros. Este motor também atende ao Proconve P8 (Euro 6), oferecendo 321 cv de potência e 1.250 Nm de torque. Seu trem de força conta com caixa de mudanças automática Allison S3000 P de 6 velocidades, eixo traseiro Meritor 25.168 de uma velocidade e bloqueio de diferencial.

A tomada de força para este caminhão vocacional é do modelo Mercedes-Benz NA 280 C/1,3 para bomba acoplada (opcional), com torque máximo de 600 Nm. Por meio do Centro de Customização da própria Empresa (CTC) é possível implementar tomada de força no cardan e na caixa de transferência.

A suspensão dianteira é composta por molas de três lâminas. A suspensão traseira conta com molas curtas reforçadas, sem contra feixe. O quadro sem emenda, atrás da cabina, assegura mais robustez e flexibilidade na implementação.

Entre os itens disponíveis para o Atego 1733 bombeiro incluem-se o novo banco para três acompanhantes, para-choque dianteiro off-road ou urbano, e caixa de baterias com tampa.

A Linha Atego segue oferecendo quatro versões de cabinas para mais opções de escolha pelos clientes: Standard, Estendida, Leito Teto Alto e Leito Teto Baixo.

Também conforme a demanda do cliente, a Mercedes-Benz, por meio do CTC (Custom Tailored Center – Centro de Customização), oferece uma série de possibilidades para os veículos, com destaque para a suspensão pneumática que proporciona mais produtividade, conforto e robustez.

Facilidade para instalação de implementos, telemetria e rastreador

A linha Atego 2024 tem mais novidade para o mercado. Com previsão de disponibilidade para os clientes neste primeiro trimestre, será oferecida uma preparação para tomadas de força no câmbio montadas por terceiros. Isso facilita a instalação, além de preservar e evitar retrabalhos no sistema eletroeletrônico do veículo.

Outros itens já disponíveis e conhecidos agregam mais conectividade para os caminhões Atego. Este é o caso da preparação para instalação de sistemas de rastreamento de outros fabricantes. A interface traduz os dados CAN internos do veículo no formato normalizado SAE J1939 e os transmite ao respectivo sistema.

Outra possibilidade é a interface da eletroeletrônica do implemento com o caminhão, o que evita retrabalhos nos chicotes originais do veículo, como, por exemplo, o sistema de iluminação da carroçaria.

Já o módulo PSM de 2ª geração, necessário para instalação de tomada de força com rotação variável, permite realizar funções mais complexas, como controle remoto da embreagem, bloqueio de arranque do motor, bloqueio de marcha ré, entre outros.

Início da comercialização do Actros 2553 6×2

Ainda no primeiro trimestre, a Mercedes-Benz dá início às vendas do caminhão extrapesado Actros 2553 6×2. Este cavalo mecânico para aplicações rodoviárias se destaca pelo motor OM 471 LA de 530 cv de potência a 1.600 rpm, com torque de 2.600 Nm a 1.100 rpm. Trata-se do mais potente da Mercedes-Benz no Brasil. Outro importante diferencial do OM 471 LA é o freio-motor de alta performance, com 580 cv de potência de frenagem e menores índices de ruído e vibração.

O novo modelo visa atender à legislação que autoriza semirreboques de 4 eixos com PBTC de até 58,5 toneladas, proporcionando mais produtividade e baixo custo para a operação.

Entre as novidades da linha Actros 2024 estão também itens como para-lama tripartido, agora disponível para toda a série, tacógrafo 2.0 com dados básicos abertos, geladeira de série para todas as configurações com cabina TopSpace, 5ª roda reforçada trazendo mais robustez e pneus Michelin de série para os modelos Actros 2653 6×4 e 2553 6×2.

“Top de linha da marca, o Actros é um caminhão inteligente, eficiente, conectado e um dos mais seguros do Brasil”, diz Jefferson Ferrarez. “A Linha 2024 se destaca por motores potentes e econômicos, com avançada tecnologia BlueTec 6 da Mercedes-Benz. Além disso, oferecem máxima performance, segurança incontestável, confiabilidade e disponibilidade, além de conforto, robustez e versatilidade. É por isso que sempre temos novos e muitos motivos para conquistar a confiança e a preferência dos clientes”.

O Actros é oferecido ao mercado em vários modelos e versões para o transporte rodoviário e também mix road, que circula com a mesma eficiência e ótimo desempenho tanto nas estradas como em vias não pavimentadas. Este caminhão é indicado para transporte de grãos, carga seca, cargas frigorificadas, combustíveis, produtos químicos, gases, porta-container e várias outras aplicações.

Cavalo mecânico Arocs 3353 S 6×4 chega ao mercado

A linha Arocs de caminhões extrapesados para operações off-road ganha um novo membro. Chega ao mercado o Arocs 3353 S 6×4 com motor OM 471 LA de 530 cavalos. Este novo cavalo mecânico atende à Lei que autorizou a circulação de composições de até 91 ton de PBTC para o segmento canavieiro. O modelo apresenta um CMT de até 150 ton. Além da elevada potência, este Arocs se destaca pelo freio-motor de alta performance de 580 cv.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br