25 de fevereiro de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Logística da beleza

DHL Supply Chain torna logística da Estée Lauder no Brasil mais ágil e sustentável. Empresa é uma das principais fabricantes e vendedoras de produtos de beleza do mundo. Operação adotou carros elétricos conduzidos por motoristas femininas para distribuição em São Paulo, Espírito Santo e Rio de Janeiro, reduzindo emissões

O mercado de beleza continua em alta e com cada vez mais novidades e opções, de forma que manter os estoques abastecidos, tanto físicos, como para e-commerce, é um desafio constante, mas que dá margem a ganhos significativos.

É o que mostra o projeto desenvolvido pela DHL Supply Chain, líder global em armazenagem e distribuição, para a Estée Lauder Companies, uma das principais fabricantes e vendedoras de produtos de beleza do mundo (pele, maquiagem e fragrâncias) e que atua com marcas como MAC, Jo Malone London, The Estée Lauder e Tom Ford Beauty.

Para Giovanna Mauricio, gerente de business development na DHL Supply Chain, “este trabalho reúne aspectos muito interessantes. Primeiro, uma grande volumetria de distribuição pulverizada em diferentes pontos de abastecimento, o que por si só já seria um desafio. O segundo ponto foi a revisão do plano de transportes com novos modais e tecnologias, o que abriu espaço para um ganho de lead time. E, por fim, temos a questão da sustentabilidade atrelada a diversidade & inclusão, tanto do ponto de vista ambiental como da diversidade de gênero. Esses pontos evidenciam o caráter estratégico da logística e como ela pode agregar mais valor aos negócios”.

Segundo Rodollfo S. D. Bernini, gerente sênior de logística e transportes: “Para a Estée Lauder Companies, uma empresa comprometida com a sustentabilidade e a eficiência dos seus processos, iniciar uma parceria como esta que dá um importante passo rumo a uma malha cada vez mais verde é um avanço fundamental. Ficamos muito contentes de conseguir conectar a sustentabilidade nas nossas entregas com a inclusão e diversidade nas nossas operações. Nosso intuito é que este seja apenas o primeiro de muitos passos rumo a um mercado de beleza mais consciente e em sintonia com as exigências do seu público consumidor.”

O novo plano logístico desenvolvido pela DHL Supply Chain teve três objetivos principais: agregar valores sustentáveis a operação (uma forte característica da Estée Lauder), a redução do lead time de transporte e uma maior visibilidade e solidez nas entregas. Esse mercado tem uma característica importante de grande parte das entregas para lojas de shoppings e distribuidoras que deve acontecer até quinta-feira, deixando o estoque pronto para os picos de venda dos finais de semana. Além do last mile, a DHL realiza também as transferências entre os Centros de Distribuição dos produtos da Estée Lauder, no Espírito Santo, operado por um veículo elétrico.

A DHL Supply Chain introduziu a utilização de veículos elétricos em algumas rotas de distribuição em São Paulo, Espírito Santo e Rio de Janeiro, sendo que esta frota é em grande parte conduzida por motoristas femininas, tornando essa área mais diversa. Estima-se que, em média por mês, esses veículos previnam e emissão de 3,2 mil toneladas de CO2, o que equivale ao plantio cerca de 400 árvores.

Ainda na área de transportes, a DHL ampliou o uso do modal aéreo, especialmente nas regiões Nordeste e Norte, e passou a utilizar o RodoExpresso, solução de transporte rodoviário com lead time semelhante ao aéreo que chega a empregar dois motoristas em um mesmo veículo.

Para acompanhar e gerir todo esse fluxo, é utilizada a plataforma DHL MySupplyChain, que dá visibilidade de ponta a ponta do status da carga. “Toda nossa interface com o cliente é digitalizada e baseada em KPIs pré-definidos, o que possibilita uma gestão ativa e em tempo quase real, permitindo também um desenvolvimento operacional contínuo”, completa Fabiana Vilella, diretora de operações de transporte da DHL Supply Chain.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br