25 de fevereiro de 2024

CARGAS

O site dos transportes

ABC Cargas confiante

Perspectivas de mercado no transporte de cargas em 2024. Estima-se aumento de 10% nas vendas de caminhões neste ano. Fenatran deve contribuir também para o crescimento

A venda de caminhões comerciais leves e de ônibus no Brasil em 2023 teve saldos positivos. Somente no mês de dezembro, segundo dados da Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), houve aumento de 14,6%, cerca de 28 mil unidades, em comparação ao mesmo período de 2022. A expectativa é uma alta de 12% neste ano. No transporte rodoviário de cargas, responsável pela maior movimentação de veículos pelas rodovias brasileiras, a expectativa de vendas neste ano é de 10%, ou 114.571 unidades.

Danilo Guedes, CEO da ABC Cargas – empresa especializada em transporte de caminhões por meios próprios e localizada no ABC Paulista, em São Bernardo do Campo –, destaca a sua visão para o mercado desse segmento para 2024. “A expectativa inicial é de crescimento, que deverá ser impulsionado pela redução na taxa de juros, pelo crescimento do agronegócio e pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Acredito que os volumes de vendas, principalmente dos caminhões extrapesados, serão superiores a 2023”.

O impulsionamento deste ano passa por questões muito além das financeiras das empresas em adquirir veículos novos, inclusive da nova categoria, o Euro 6. A aquisição deles baseia-se na redução na taxa de juros, no crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, além da alta demanda nos fretes, especialmente no agronegócio.

Além disso, na reta final dessa temporada, a indústria de caminhões e de implementos rodoviários se prepara para apresentar ao mercado suas inovações na maior feira de negócios do setor, o Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas (Fenatran).

O objetivo da Fenatran é reunir os principais players do setor de transporte rodoviário de cargas e logística da América Latina para gerar negócios, networking e experiências. Danilo comenta sobre a importância desse encontro para impulsionar a economia brasileira.

“A expectativa é que seja um evento ainda maior e mais importante do que as edições anteriores. Isso se deve ao aumento de vendas de caminhões no Brasil, que deve impulsionar a demanda por produtos e serviços do setor. Dessa vez, a estimativa é que a feira receba mais de 65 mil visitantes de 50 países e que os negócios gerados ultrapassem a marca de R$ 10 bilhões”, comenta o executivo.

Paralelamente, com o aumento das demandas para este ano, as organizações procuram se movimentar para criar um planejamento assertivo e que acompanhe o mercado, além de trazer inovações em seus processos realizados.

Na visão do CEO da ABC Cargas, essa é uma grande oportunidade de se manter atualizado e de continuar contribuindo para um transporte mais sustentável devido às iniciativas criadas internamente, algo que vem sendo explorado com mais afinidade pelos empresários do setor.

“Com mais caminhões sendo vendidos, faz-se necessário um bom planejamento para contratação de novos motoristas e para captação e reciclagem dos atuais. Além disso, precisamos programar as entregas de novos caminhões e carretas para atender ao aumento de programar as renovações de frota, pois novos caminhões garantem uma melhor disponibilidade e vão de encontro com a nossa meta global do ESG (sigla para ações de governança ambiental, social e corporativa) de diminuir as emissões de CO2”, descreve Danilo.

Assim, a competitividade entre as empresas do setor acaba aumentando e potencializando os serviços de ambas, responsabilizando a disponibilizar a excelência em suas operações.

“Já contemplamos em nosso orçamento de 2024 e 2025 aquisições de novos caminhões, renovações e compras de carretas automotivas adaptadas ao transporte internacional, além de conter tecnologia e inovação europeia, fruto de nossa última visita na IAA em Hannover, na Alemanha, e posso afirmar que esta inovação será uma revolução”, finaliza o executivo.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br