25 de fevereiro de 2024

CARGAS

O site dos transportes

ES: parceria elétrica

Marcopolo anuncia investimento de R$ 50 milhões na produção da frota de ônibus 100% elétricos em São Matheus. No município, a empresa vai produzir o Attivi Integral, que conta com capacidade para 80 passageiros e autonomia de até 280 quilômetros

Em sintonia com as pautas de sustentabilidade defendidas pelo Governo do Espírito Santo, a Marcopolo, empresa gaúcha especializada na fabricação de carrocerias de ônibus e no desenvolvimento de soluções de mobilidade, anunciou o investimento da ordem de R$ 50 milhões para a produção de ônibus elétricos em São Mateus.

No município, a empresa vai produzir o Attivi Integral, primeiro ônibus da companhia com carroceria e chassi próprios e 100% elétrico. No local, a empresa conta com dois mil colaboradores e, com o início da produção de veículos elétricos, a companhia deve ampliar o quadro de funcionários em até 20%. O modelo Attivi Integral, que será fabricado em solo capixaba, é totalmente elétrico e terá capacidade para 80 passageiros, autonomia de até 280 quilômetros e tempo de carga de até quatro horas.

Atualmente, a Marcopolo produz uma média de 16 veículos por dia em São Mateus. Com a produção do Attivi na unidade, terá capacidade para fabricar 26 veículos por dia.

“Essa expansão da Marcopolo é fundamental para que possamos gerar mais emprego e renda aos capixabas. O Governo do Estado vai iniciar a compra de 50 novos veículos elétricos para que possamos começar nossa transição energética. Durante a COP-28, anunciamos a troca dos combustíveis fósseis da nossa frota de veículos leves para biocombustível e vamos iniciar a troca da frota do Sistema Transcol para elétricos”, afirmou o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande.

Casagrande lembrou que a atual frota do Transcol já conta com quatro ônibus elétricos, que passaram pela fase de testes e o uso foi aprovado pelos usuários. “Agora vamos dar o pontapé inicial com a aquisição de 50 novos veículos. O início é sempre mais difícil, pois temos que fazer toda a parte de suporte, como a instalação de bases de carregamento. Os passos seguintes já seguem a mesma modelagem. Então, este anúncio da Marcopolo vai de encontro com o que anunciamos na Conferência do Clima, que é atingir as metas de neutralidade de emissões até 2050”, completou.

O vice-governador e secretário de desenvolvimento Ricardo Ferraço reforça que o anúncio é a consolidação do projeto da empresa no Espírito Santo. “A Marcopolo é uma empresa brasileira, gaúcha, mas que se tornou capixaba e vai crescer ainda mais. Na primeira fase, a multinacional se comprometeu a investir R$ 60 milhões e gerar 1.100 oportunidades de emprego. Com o tempo, isso foi muito além e hoje consolida R$ 350 milhões em investimentos em nosso Estado e quase dois mil empregos em território capixaba, operando com qualificação, capital humano, treinando os trabalhadores com competência e experiência”, destacou.

Ricardo Ferraço prosseguiu: “O capixaba é talentoso para produzir café, aço, celulose, cacau e chocolate. Agora vai produzir ônibus elétrico com alta tecnologia. Nossa expectativa é de que esses ônibus sejam entregues em setembro de 2024. Serão cerca de 400 novos postos de trabalho. Trabalhamos com incentivos que estimulam empreendimentos e novos negócios. O investimento atesta o bom ambiente de negócios que temos. A certeza, segurança, confiabilidade e transparência fez com que a empresa buscasse ampliar seu projeto no Espírito Santo.”

“O Attivi Integral é um veículo desenvolvido totalmente no Brasil e que faz frente ao desafio global em prol da descarbonização dos sistemas de transporte de passageiros. A fabricação do veículo no Espírito Santo nos permite atender à crescente demanda do mercado nacional por veículos elétricos. Decidimos expandir a nossa produção no Estado por ser uma fábrica em uma localização estratégica, que nos permite atender empresas de todo o país e companhias internacionais”, pontuou o CEO da Marcopolo, André Armaganijan.

A instalação da nova linha de produção reforça o compromisso da companhia com a descarbonização dos sistemas de transportes de passageiros, que investe ativamente no desenvolvimento de produtos e de componentes para a produção de veículos mais sustentáveis. No final deste ano, a Marcopolo chega ao número de 130 unidades produzidas do Attivi Integral, com demonstrações do veículo em diferentes cidades do Brasil, como Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Goiânia (GO), Salvador (BA) e Angra dos Reis (RJ).

Na estratégia de descarbonização da companhia, já são cerca de 700 ônibus elétricos e híbridos, desenvolvidos com chassis de parceiros, que circulam em diversos países, como Colômbia, Chile, Argentina e Austrália, além do Brasil. A operação da Marcopolo em São Mateus está em uma localização estratégica, com fácil conexão aos demais estados do país e até mesmo de portos, que permite atender o mercado brasileiro como um todo e, de acordo com a demanda, o mercado internacional também.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br