27 de maio de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Mulheres no volante dos caminhões na Rodoxico

Mulheres ao volante

Rodoxico investe na contratação de mulheres para o cargo de motorista. Empresa conta também com diversas mulheres nos demais setores, inclusive em cargos gerenciais

A Rodoxico Express, transportadora com atuação nacional sediada em Campinas (São Paulo), tem investido cada vez mais na contratação de mulheres para o cargo de motorista. Atualmente, a empresa conta com três colaboradoras em atividade, prontas para transportar qualquer tipo de carga e aptas para atuar em todas as rotas.

Vânia Mara, gestora de recursos humanos da Rodoxico, destaca que as profissionais vêm de outras formações, mas apresentaram um desejo enorme de serem motoristas profissionais. “É muito importante criarmos essas oportunidades. Nossa empresa acreditou e confiou em cada uma delas e hoje elas são excelentes profissionais que pilotam desde veículos pequenos até carretas”.

“O principal objetivo da Rodoxico é contar com profissionais de excelência em seu quadro de colaboradores, independente de sexo, cor ou religião. Queremos apenas o melhor de cada um e com isso atraímos e acolhemos todos que estão dispostos a nos ajudar a melhorar a cada dia. Vemos com muita tristeza o fato de algumas empresas ainda olharem a mulher de forma frágil e se apegarem a padrões antigos que não cabem mais em nossa sociedade”, completa Vânia.

Ela própria é um exemplo da força das mulheres dentro da Rodoxico, que conta também com profissionais atuando na maioria dos setores, inclusive em cargos gerenciais. Temos também mulheres nas áreas financeira, comercial, de qualidade… A Rodoxico pode ser considerada uma empresa com alma feminina”, destaca. “No setor de transportes, infelizmente ainda existem algumas resistências, mas estamos ganhando nosso espaço e provando que não precisamos disputar nada, e sim nos unimos por um mesmo propósito, que é buscar oportunidade para todos”.

Grazielle Scapinello, executiva comercial da Rodoxico, concorda com Vânia. “Ser mulher em posição de liderança já é um grande desafio no mercado de trabalho, e quando se fala do segmento de transporte e logística, os obstáculos são maiores ainda. Como mulher e mãe, quando ingressei no transporte muitos não acreditavam no meu potencial, mas na Rodoxico tive a oportunidade de mudar esse cenário e fico feliz quando mais mulheres se espelham no meu trabalho”, diz.

“As mulheres conseguem ser muito produtivas em atividades como separação de pedidos, apresentam menores índices de erros em tarefas como conferência de cargas, maior cuidado no manuseio dos veículos e, consequentemente, menores índices de não conformidades, entre outros atributos. Existem claramente forças femininas a serem exploradas na logística. Eu acredito que as mulheres vão alcançar ainda mais espaço e que o transporte vai deixar de ser um ambiente com predominância masculina em breve”, finaliza Grazielle.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br