27 de maio de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Duas décadas do VM

Volvo VM faz 20 anos com série especial, mais de 90 mil unidades vendidas e na liderança em semipesados Caminhão é líder no ranking de emplacamentos por modelo em seu segmento

Lançado em 2003, o VM representa um divisor de águas na operação brasileira da Volvo. Foi o primeiro semipesado da marca no país, sendo projetado e produzido exclusivamente no complexo industrial de Curitiba (Paraná), uma das principais fábricas da Volvo em todo o mundo.

“Genuinamente brasileiro, o VM conquistou os transportadores por conta de sua versatilidade e dos muitos avanços que introduziu no mercado”, declara Alcides Cavalcanti, diretor executivo de caminhões da Volvo.

Utilizado em inúmeras aplicações, o modelo está presente nas rodovias, nos centros urbanos, estradas rurais, em minerações e nas lavouras, florestas plantadas, portos e aeroportos, pátios logísticos e em uma série de outras vias.

“É uma referência em produtividade, robustez e conforto em todas as áreas. Esta versatilidade impulsiona suas vendas, sempre crescentes ao longo dessas duas décadas. O VM tem história pra contar e muita história por fazer”, comemora Cavalcanti. Segundo o ranking Fenabrave, federação que congrega as concessionárias de todas as marcas, desde o ano passado o VM 270, versão mais vendida do modelo, lidera os emplacamentos em semipesados no Brasil.

Série Especial VM 20 anos

Para celebrar as duas décadas de sucesso do VM a Volvo vai fabricar 200 unidades de uma série especial comemorativa, nas configurações 6×2 e 8×2. Além do novo motor Volvo D8K e da renomada caixa de câmbio I-Shift, os veículos dessa série são bastante completos.

Externamente destacam-se a pintura na cor Iced Mercury metálica, selos e faixas com inscrição comemorativa VM 20 Anos e outros detalhes exclusivos. Além disso, os veículos da série possuem faróis de neblina, luz de posição extra, espelhos elétricos com aquecimento, para sol frontal, lanternas traseiras em led e buzina a ar.

Internamente o VM 20 anos tem pacote de acabamento completo, com ar-condicionado, cabine leito, climatizador de teto, levantamento elétrico dos vidros, para-sol interno lateral, rádio com leitor USB+MP3+Bluetooth. Os veículos dessa série estão equipados ainda com o hardware Volvo Connect, para conexão com o sistema de conectividade remota da marca.

Duas décadas inovando

2003 – O Volvo VM foi vanguarda em uma mudança importante no mercado brasileiro de caminhões. Ele inaugurou o conceito de semipesados com cabines leito e motores mais potentes. Era o único em sua classe com molas parabólicas, basculamento hidráulico da cabine e coluna de direção ajustável.

2005 – Graças à grande aceitação, a Volvo lançou dois novos modelos do VM: o cavalo mecânico com motor de 310cv e o rígido 6×4, com opções de motorização de 260cv e 310cv, ambos atendendo às normas de emissão Euro 3.

2012 – Lançada a terceira geração do VM. Os caminhões ganharam novo interior de cabine, mais moderna e confortável. Esta geração recebeu também novos motores Euro 5, de 270cv e um freio motor ainda mais eficiente.

2014 – Na quarta geração, os caminhões VM receberam grandes mudanças externas, com um visual muito próximo dos caminhões FH. A marca introduziu também as versões 8×2 e 8×4, ampliando sua oferta ao transportador brasileiro. Ainda nesse ano o VM passou a contar com já consagrada caixa de câmbio Volvo I-Shift, incorporando mais tecnologia, conforto e segurança ao caminhão.

2016 – Surgia o VM 32 toneladas, versão voltada para o segmento vocacional de caminhões com grande capacidade de carga, alta disponibilidade e baixo custo de manutenção.

2017 – O VM teve o privilégio de ser o primeiro caminhão com tecnologia autônoma desenvolvido no Brasil. Foi projetado para o segmento sucroalcooleiro, para diminuir o pisoteamento das mudas de cana. Rodando de forma autônoma nas linhas da plantação, mantinha precisão de 2,5 cm, mantendo a alta produtividade da colheita.

2021 – Outra importante inovação foi o lançamento do VM Light Mixer, sob medida para o segmento de betoneiras. Com uma redução da tara do veículo em 900 kg, o conjunto (caminhão + betoneira) baixou quase 2.500 kg, garantindo transportar até 1 m³ a mais de concreto, dentro da lei da balança.

2023 – Mais recentemente a marca apresentou o VM Euro 6, com novos motores de oito litros de fabricação própria da Volvo, com 290cv e 360cv. A caixa de câmbio I-Shift é a de 7ª geração, a mesma do Volvo FH. O consumo de combustível é até 10% menor, dependendo da topografia, carga e tipo de operação. Para aplicações vocacionais, a novidade é o VMX MAX, com configurações 6x4R e PBT de 34 toneladas.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br