20 de abril de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Do gasto ao lucro

O Grupo Madero, uma das principais empresas do setor gastronômico do país, evidencia em seus valores a preocupação em minimizar o impacto ambiental, como o causado pelo descarte inadequado do óleo de cozinha. A logística reversa é um poderoso aliado nesta luta, pois o óleo de cozinha que seria despejado após o término de sua vida útil, se torna um produto 100% reciclado.

 “O resíduo do óleo de cozinha industrial é um item potencialmente poluidor quando descartado de maneira inadequada, sendo necessárias alternativas que possibilitem a sua reciclagem. Por isso, a parceria com a BSBios neste processo de logística reversa é importante para promovermos equilíbrio não só ambiental, mas também econômico”, cita Junior Durski, CEO do Grupo Madero.

No mês de março de 2023, a BSBIOS e o Grupo Madero firmaram um contrato de compra e venda de Óleo de Cozinha Usado (UCO, na sigla em inglês) das cozinhas dos restaurantes do Grupo Madero. A matéria-prima residual é destinada para a produção de biodiesel, configurando um modelo de Economia Circular – quando o desenvolvimento sustentável se dá por meio de modelos de negócios que priorizam insumos recicláveis e renováveis.

Antes da parceria, o grupo desembolsava cerca de R$ 150 mil para o abandono adequado e ecológico do óleo de cozinha. No entanto, graças à implementação, o correto descarte desse insumo se transformou em uma fonte lucrativa, gerando uma receita mensal de aproximadamente R$ 220 mil. Representando um notável aumento no retorno financeiro desse processo.

O Brasil, maior produtor mundial de soja, atingiu um recorde na produção do grão em 2021, ultrapassando a marca de 138 milhões de toneladas. De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (ABIOVE), estimativas indicam que aproximadamente 7% da produção de soja desse mesmo ano foi destinada à fabricação de óleo de cozinha, totalizando 9,4 milhões de toneladas. No entanto, o descarte inadequado do óleo vegetal acarreta inúmeras consequências para o meio ambiente.

 O recolhimento envolve os 275 restaurantes do Grupo Madero, incluindo Madero Container, Madero Steak House e Jeronimo Burger, em todo o país. O contrato prevê o recolhimento de 55 mil litros de UCO por mês. Os resíduos são cuidadosamente reservados, cumprindo os requisitos da regulamentação vigente, e são recolhidos pelos mesmos veículos que abastecem os restaurantes com suprimentos. O óleo utilizado retorna à Cozinha Central do Madero, em Ponta Grossa (PR), de onde segue para a unidade da BSBIOS em Marialva (PR).

Logística eficiente e sustentável

O Madero também possui uma logística altamente eficiente e sustentável, com um processo verticalizado que envolve a produção e transporte de insumos a partir da cozinha central em Ponta Grossa. A empresa realiza a entrega para todas as unidades do Grupo, utilizando sua própria frota.

A logística do transporte dos insumos apresenta desafios devido à sensibilidade dos produtos orgânicos à temperatura. Por isso, é essencial controlar rigorosamente a temperatura durante o trajeto.

Os caminhões do Madero transportam três tipos de produtos: congelados, resfriados e secos, incluindo itens como guardanapos, uniformes e pratos. Suas cabines refrigeradas possuem divisórias para separação dos diferentes tipos de produtos. A maioria dos produtos é transportada em engradados sustentáveis, que podem ser reutilizados.

A tecnologia desempenha um papel fundamental na gestão do processo logístico do Madero. Os caminhões estão equipados com tecnologia de ponta, proporcionando agilidade, controle, higiene e padronização. O rastreamento em tempo real dos veículos é realizado por meio de um dos melhores sistemas disponíveis no Brasil. Além disso, a refrigeração utilizada segue os padrões de países desenvolvidos, garantindo que os produtos cheguem frescos e saborosos aos seus destinos.

Grupo Madero

O Grupo Madero foi fundado em 2005 e atualmente possui uma das maiores redes de restaurantes do país, com um portfólio de mais de 270 restaurantes multimarcas, construídos sobre uma plataforma de produção, distribuição e logística verticalmente integrada. Mantém rigorosos processos de produção, priorizando alimentos orgânicos e sem conservantes, elevando o padrão de qualidade do que é servido a aproximadamente 3 milhões de clientes por mês.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br