20 de abril de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Maria Zeneide

No volante da betoneira

Ela trabalha como motorista de caminhão betoneira na cidade de São Paulo. Primeira motorista do setor da concreteira Engemix, Maria Zeneide Pereira da Silva se juntou aos profissionais que contribuem para garantir a qualidade da execução de obras na capital paulista

Dirigir veículos é uma atividade que sempre gerou satisfação para Maria Zeneide Pereira da Silva, de 42 anos, principalmente quando se trata de veículos de grande porte. O apreço pessoal foi além e se tornou um ofício quando ela foi contratada como instrutora em uma autoescola no estado do Maranhão.

Ao se mudar para São Paulo, Maria realizou o sonho de pilotar um caminhão. Ela é a primeira motorista operadora de betoneira do sexo feminino contratada pela Engemix, unidade de negócio de concreto da Votorantim Cimentos, para trabalhar na central de concreto na Zona Norte de São Paulo, no bairro do Limão.

Habilitada na categoria D, que a permite pilotar veículos de carga, Maria conta que já havia tentado emprego como motorista de caminhão, mas não obteve êxito pela falta de experiência. “Trabalhar como motorista de betoneira foi desafiador para mim no começo porque eu precisei absorver muito conhecimento e não conhecia a cidade de São Paulo. Então, tudo foi novidade, mas agora está sendo uma oportunidade única e estou gostando muito”, disse a motorista.

A chance de transformar a trajetória profissional surgiu para Maria quando ela visualizou, em de novembro de 2022, um anúncio nas redes sociais de inscrições gratuitas para uma capacitação da Escola de Concreto da Votorantim Cimentos, em parceria com o Sest/Senat, oferecida exclusivamente para as mulheres.

No Programa Evoluir Mulheres – Curso Profissionalizante para Motoristas de Betoneira, ela e outras profissionais de São Paulo e Região Metropolitana desenvolveram habilidades técnicas e socioemocionais para operarem um caminhão betoneira com foco na condução segura e econômica dos veículos. Elas também foram capacitadas para a gestão operacional e aprenderam a preparar e misturar o concreto para entregar o produto com qualidade nas obras da construção civil.

Pouco tempo após concluir o curso, Maria recebeu o convite para trabalhar na filial da Zona Norte da Engemix. Recém-contratada, a profissional comemora um mês de atuação como motorista de betoneira no dia 7 de março, véspera do Dia Internacional da Mulher (8 de março). A nova fase já é celebrada por Maria Zeneide pela forma como foi recebida no ambiente de trabalho e pelo reconhecimento de seu potencial.

“Como mulher, enfrentei desafios para ser aceita em alguns postos no mercado de trabalho, mas hoje é diferente. A equipe da Engemix foi maravilhosa e me acolheu muito bem. Minha mãe, minhas duas filhas e meu marido também sempre me apoiaram e incentivaram para eu não desistir do meu sonho. Esse estímulo é muito importante. Por isso, para as mulheres que também querem seguir essa trajetória, a minha dica é persistir e acreditar que é possível alcançar o que se quer”, diz Maria.

Jornada de inclusão

Além da contratação de profissional do sexo feminino para operar caminhão betoneira na filial da Zona Norte de São Paulo, a Engemix conta com mulheres que desempenham a função na Central de Concreto de Curitiba, no Paraná. Já em Minas Gerais, a Votorantim Cimentos ofereceu, em 2022, por meio do Programa Evoluir, um treinamento gratuito para capacitar mulheres a operar empilhadeiras na cidade de Itaú de Minas.

Outras iniciativas para possibilitar a inclusão feminina e a inserção em cargos de liderança foram a criação, em 2022, de uma mentoria para mulheres negras − na qual as participantes são orientadas sobre carreira e empoderamento por mulheres que já ocupam posições de liderança − e também o Lidera VC, um programa específico para desenvolver mulheres líderes, contemplando, nas duas primeiras edições, em 2021 e 2022, mais de 100 mulheres.

“Essas e outras iniciativas de inclusão feminina nos orgulham pois geram resultados concretos de evolução de cultura organizacional e fortalecem ainda mais o nosso jeito de ser. Em 2022, já conseguimos antecipar em três anos a nossa meta de ocupação feminina em cargos de liderança e atingimos um percentual de 25%. Com a jornada que estamos trilhando, seguimos motivados em continuar ampliando essa participação feminina para alcançarmos a meta de 30% de liderança ocupada por mulheres no país, conforme estabelecemos em nossos Compromissos de Sustentabilidade”, afirma Sabrina Scanapieco, gerente geral de gente da Votorantim Cimentos.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br