20 de abril de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Rodovico Transportes

Transportadora de Cascavel adota o uso de painéis solares e zera o consumo com energia. São 184 módulos, cada um com a capacidade de gerar de 360W até 66.240 kW em condições ideais

A necessidade de reduzir custos e a preocupação com o meio ambiente incentiva a inovação nas empresas de transporte de cargas, uma atividade que impacta o meio ambiente através da emissão de poluentes. Entretanto, a sustentabilidade tem sido um dos principais temas explorados pelo setor.

A Rodovico Transportes, transportadora especializada em cereais e fertilizantes com matriz na cidade de Cascavel (Paraná), e que opera pela região Sul, seguiu essa tendência e, desde o mês de setembro, conta com um sistema de produção de energia através de painéis solares.

De acordo com o diretor de desenvolvimento de novos negócios da empresa, Diego Nazari, a ideia surgiu do interesse de ser sustentável tanto na gestão quanto no meio ambiente. Anteriormente, a empresa realizou um estudo de viabilidade para a construção das placas. E somado à necessidade de evitar a exposição dos carros dos clientes e colaboradores ao sol, a transportadora estruturou um espaço que une um teto com células fotovoltaicas instaladas.

São 184 módulos, cada um com a capacidade de gerar de 360W até 66.240 kW em condições ideais. Eles produzem até 7.650 kW por mês em um local com disponibilidade para alocar até oito veículos. Se comparados aos custos com energia para mantê-lo (4.500 kWh por mês), o painel gera saldo positivo, revertido em outros imóveis incluídos nos contratos de aluguéis da Rodovico. Dessa forma, tornando-os independentes no abastecimento energético e ainda criando um estacionamento aos que utilizam o espaço.

“O processo de instalação foi feito por uma empresa terceirizada, que prestou apoio durante todas as etapas de estudo, desenvolvimento e construção da tecnologia. Antes mesmo de começar algum trabalho, eles foram cuidadosos e produziram levantamento com as informações sobre a efetividade do projeto e sua sustentabilidade e os dados de consumo geral”, explica Diego.

Segundo o empresário, as placas abastecem qualquer local que se encontra na região onde a transportadora está localizada, isso inclui o complexo de serviços, o escritório e a área de mecânica.

Por enquanto, a Rodovico não pretende expandir a ideia às suas demais filiais no Mato Grosso do Sul, Paraná e Rio Grande do Sul. Contudo, Diego afirma ver com bons olhos o uso de placas solares em caminhões para dar longevidade e vida útil à bateria dos veículos.

“Reconheço os benefícios que essas práticas podem trazer para o transporte rodoviário de cargas, tanto que um dos valores que a nossa empresa defende desde a sua fundação, em 2002, é a responsabilidade ambiental. Realizamos a destinação completa dos resíduos sólidos encontrados durante e após o transporte da carga, assim como do óleo utilizado em nossas operações. Para o futuro, a expectativa é a de aumentar ainda mais a nossa atuação nessa linha”.

Inclusive, completa o Diego, a mesma empresa que instalou os painéis e fez o estudo preliminar também produziu uma análise de viabilidade de placas em veículos pesados. “Sou um grande entusiasta dessa ideia e talvez, um dia, seja provável irmos nessa linha”, finaliza Nazari.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br