20 de abril de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Novos Volvo VM

Com vendas do modelo em alta, montadora lança versão 2022 do caminhão com mudanças internas na cabine. Entre as novidades estão alterações no painel, novas forrações e mudanças de tecido nas paredes laterais da cabine, além de uma nova cama, maior que a versão anterior

A Volvo está apresentando a versão 2022 de sua linha de caminhões VM. O modelo chega com várias mudanças, principalmente na parte interna da cabine. O veículo tem alterações no painel, novas forrações e mudanças de tecido nas paredes laterais da cabine, além de uma nova cama, maior que a versão anterior. Ainda vem também com uma preparação ainda melhor para implementação de caçambas.

“Estamos mais uma vez atualizando uma linha de veículos de grande sucesso nos mercados brasileiro e latino-americano”, afirma Alcides Cavalcanti, diretor executivo de caminhões Volvo no Brasil.

A marca de origem sueca informa que desenvolveu uma nova cama, muito mais confortável, feita com molas ensacadas e espuma de alta densidade. Dotada de extensores, a nova largura proporciona uma área útil 30% maior. Com um novo tecido, em harmonia com as novas cores, a cama pode ser levantada para o motorista ter acesso a um amplo espaço de armazenagem embaixo dela.

Com materiais de alta qualidade, o acabamento e a cor do painel têm neste novo modelo tons mais escuros, sem modificar a disposição dos componentes. Também possuem nova cor e acabamento os bancos do motorista e do passageiro, as paredes laterais, a traseira, o teto e as cortinas.

“O aperfeiçoamento interno promove um design sofisticado, um traço marcante de toda linha Volvo, trazendo mais conforto ao condutor e demais ocupantes”, assegura Clovis Lopes, gerente comercial de caminhões Volvo no Brasil.

O VM 2022 tem agora um balanço traseiro mais curto nas configurações para caçamba. A alteração foi introduzida justamente para facilitar a instalação de um dos implementos mais utilizados no caminhão, desde o transporte urbano de vários materiais até operações de suporte na mineração.

“As mudanças garantem maior versatilidade para o implementador e o transportador perde menos tempo com o fornecedor, colocando o veículo para trabalhar mais rapidamente”, diz Jeseniel Valério, gerente de engenharia de vendas da Volvo do Brasil.

Conforme Valério o VM tem uma história de sucesso. “Ele inaugurou em 2003 em seu segmento o conceito de veículo com cabine mais confortável e motores com potências maiores, além dos atributos de segurança e muitos opcionais. Posteriormente todo o mercado acompanhou essas mudanças”, lembra o gerente de engenharia.

Atualmente, o modelo é responsável por uma oferta importante da Volvo tanto no segmento de pesados quanto no de semipesados, em dezenas de aplicações. Recentemente, a marca apresentou duas novas versões: o VM City, um caminhão para distribuição urbana; e o VM Light Mixer 8×4, para construção. Atualmente o VM é oferecido com motorizações de 220cv, 270cv e 330cv, e nas configurações de eixos 4×2, 6×2, 6×4, 8×2 e 8×4.

Destacam-se ainda as versões VM 32 toneladas, para construção e mineração, e o VM Canavieiro Autônomo, que trafega sozinho em linhas de colheita de cana de açúcar, evitando o pisoteio de mudas e aumentando a produtividade nesse tipo de operação.

Mercado

De janeiro a agosto deste ano foram comercializadas 3.693 unidades da linha VM no Brasil, volume 63% superior aos 2.254 veículos vendidos no mesmo período do ano passado, e acima do resultado do mercado, que cresceu 50,8%.

Para atender à crescente demanda, desde maio a Volvo aumentou a produção do modelo, que passou a ser fabricado em dois turnos na planta da marca em Curitiba (PR). Em junho a marca celebrou ainda a entrega do Volvo VM nº 70 mil.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br