20 de abril de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Olho nos freios

Segurança dos veículos pesados: eficiência dos freios também depende da manutenção preventiva do filtro desumidificador. Especialista orienta sobre como proteger o sistema

Garantir a segurança dos veículos pesados nas estradas é uma medida que tem um componente crucial, embora pouco conhecido por sua importância: o filtro desumidificador, fundamental para garantir a preservação do sistema de freios em veículos pesados. A manutenção regular desse filtro pode evitar acidentes e proporcionar a maior eficiência operacional dos veículos pesados, segundo a Tecfil, a maior fabricante de filtros da América Latina.

Roberto Rualonga, gerente de suporte Técnico e pós-vendas da Tecfil, observa que a principal função do filtro desumidificador é eliminar a umidade presente no sistema de ar comprimido. No mercado é disponibilizado tanto o modelo convencional, que possui a capacidade de reter a umidade do sistema pneumático, quanto o modelo coalescente, cuja função é absorver e remover a água do sistema pneumático e reter as partículas de óleo e aerossol do compressor.

“Desta forma, evita-se a corrosão de componentes críticos, danificação das válvulas e sensores no sistema. E ao impedir a formação de condensação e reter outros produtos prejudiciais, o filtro desumidificador assegura que os freios mantenham sua eficácia, dando respostas rápidas e precisas em situações de risco”, acrescenta.

Quando o filtro desumidificador perde sua capacidade filtrante, os danos ao veículo podem ser custosos. Para evitar estes problemas, Rualonga chama atenção para alguns sinais de que está na hora de trocar o filtro.

“Se há uma redução na eficiência dos freios, um aumento no tempo de resposta, a ocorrência de ruídos anormais durante a frenagem e falhas na alimentação de ar em todo o sistema, estes são indicadores comuns de que o filtro pode estar comprometido”, alerta. Além disso, o excesso de óleo nos furos laterais indica vazamento no compressor, e a oxidação e o excesso de sujeira no furo central também apontam que o filtro já cumpriu sua função primária.

Porém, para avaliar o prazo correto de troca, é recomendado sempre seguir a orientação do manual de cada veículo. “Se todas as manutenções preventivas estiverem em dia, como a do compressor e da serpentina, que trabalham em conjunto com o filtro, certamente o filtro atenderá à especificação da montadora. Caso contrário, sua vida útil pode ser reduzida”, completa o gerente.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br