20 de abril de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Reconhecimento facial

Tecnologia junto aos motoristas tem evitado mais de R$ 289 milhões em prejuízos para empresas de transporte rodoviário de cargas, pois proporciona mais segurança do transporte rodoviário de cargas e a integridade dos profissionais do volante

De acordo com o Indicador de Tentativas de Fraude da Serasa Experian, em abril de 2023, os brasileiros sofreram uma tentativa de golpe a cada 11 segundos. Depois de bancos e cartões (46,4%), o segmento favorito dos criminosos para aplicar golpes é serviços (26,8%).

Diante deste cenário, e na busca por minimizar as perdas do transporte rodoviário de cargas, a Buonny, empresa que oferece soluções para o gerenciamento de risco, prevenção de acidentes e gestão logística, desenvolveu uma ferramenta, que utiliza tecnologia de reconhecimento facial e inteligência de dados para evitar sinistros. Ao todo, a solução já evitou mais de R$ 289 milhões em prejuízos para companhias de logística e seguradoras.

“Somos responsáveis pelo banco de dados de motoristas profissionais, com a missão de aumentar a segurança do transporte rodoviário de cargas, proteger as operações e assegurar a integridade dos motoristas e dos produtos transportados. Além de ajudarmos empresas a contratarem bons condutores, quando somamos a tecnologia de reconhecimento facial, colaboramos também na identificação de golpistas. Desde 2019, nossa ferramenta já reconheceu 402 clonadores que tentaram se passar por motoristas”, explica Eliel Fernandes, CEO e um dos fundadores da Buonny.

A biometria facial é uma solução construída por meio de redes neurais, O sistema codifica pontos do rosto humano e faz comparações a partir de algoritmos matemáticos. “É como se fosse uma impressão facial, e a partir dessa leitura, a solução compara a CNH apresentada à empresa com as fotos do banco de dados, confirmando se o indivíduo em questão se trata da mesma pessoa”, detalha o executivo.

O uso deste tipo de tecnologia permite minimizar o risco de roubo de cargas, pois evita que um criminoso tenha acesso aos produtos. Ainda de acordo com a base de dados da Buonny, mais de 1.700 tentativas de fraude foram evitadas.

Segurança para o motorista profissional

As vítimas de golpistas, geralmente, são motoristas que perderam extraviaram ou tiveram os seus documentos furtados. Por isso, a recomendação é sempre registrar a perda ou furto na delegacia de polícia, bem como comunicar a transportadora para a qual trabalha.

O cadastro e consulta de motoristas é uma das ferramentas mais estratégicas do plano de gerenciamento de risco e auxilia na segurança do motorista, redução de prejuízos e prevenção de ocorrência de acidentes. “A verificação do perfil de motoristas é feita a partir de uma análise sensível de informações de fontes públicas e que segue as diretrizes da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) e a Lei do Caminhoneiro, que regula e protege os motoristas. Nosso papel é utilizar a tecnologia e a análise de dados para orientar os transportadores sobre perfis divergentes para atuação, finaliza o CEO da Buonny.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br