27 de maio de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Mercado aquecido

Anfir atualiza previsão de emplacamentos de implementos rodoviários para 2023. Redução de juros e vendas de Reboques e Semirreboques com 4º eixo podem ampliar vendas do segmento Pesado. Nova estimativa para o ano para o mercado total é de 145 mil unidades. Resultado do PIB no segundo trimestre foi surpresa positiva

A Anfir – Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários – atualizou a previsão de desempenho do setor para 2023. A entidade acredita que esse ano poderão ser emplacados 145 mil produtos, ante 135 mil unidades da previsão anterior. “A redução na taxa de juros somada a procura de produtos Pesados com 4º eixo poderão influenciar positivamente nosso mercado em 2023”, diz José Carlos Spricigo, presidente da Anfir.

O segmento de Reboques e Semirreboques deverá ser responsável pelo crescimento acima da previsão inicial. O setor poderá entregar 85 mil produtos, ante os 75 mil previstos inicialmente. “Temos uma conjunção favorável de fatores que deverá dar suporte a esse crescimento”, explica o presidente Spricigo. A previsão de emplacamentos dos produtos da Linha Leve não deverá ser alterada.

PIB: surpresa positiva

O resultado do PIB no segundo trimestre do ano, que mostrou, segundo o IBGE, variação positiva de 0,9% foi bem recebido pela Anfir. “Trata-se de uma boa surpresa perceber que a economia está dando sinais de recuperação”, diz Spricigo que completa: “Ainda não é momento para comemorarmos porque a espiral de crescimento precisa estar consolidada”.

PAC: reflexos em 2024

Os investimentos anunciados pelo governo federal para o PAC – Programa de Aceleração do Crescimento – só deverão refletir no desempenho do setor em 2024. “A dinâmica natural quando há investimentos públicos, ou seja, todo o processo de licitações faz com que a efetivação do PAC aconteça muito provavelmente no próximo ano”, conclui o presidente da Anfir. O Programa deverá ser responsável por investimentos da ordem de R$ 1,7 trilhão em todos os estados brasileiros.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br