20 de abril de 2024

CARGAS

O site dos transportes

BRF sem fadiga

Frota agropecuária da BRF já é 100% monitorada por sistema de fadiga. Tecnologia embarcada ajudou a companhia a diminuir em 60% o número de acidentes no primeiro semestre de 2023

A BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, já conta com 100% da frota agropecuária monitorada por sistema de fadiga. Este recurso tecnológico instalado em todas as cabines de seus mais de 1.750 veículos tem como principal objetivo a segurança dos motoristas, dos animais e demais cargas envolvidas na logística agro da companhia, como as rações, diminuindo as possibilidades de acidentes nas estradas.

Composto por câmera e sensor, o sistema de fadiga instalado nas cabines de cada veículo identifica comportamentos inadequados durante o exercício da atividade, como atos que demonstram sonolência, a utilização de celulares e o não uso dos cintos de segurança.

O sensor emite um alerta sonoro ao motorista, enquanto envia informações para uma central de monitoramento da empresa. Desta forma, a BRF compila todas as informações e age de forma a orientar aqueles que dirigem. Com um sistema proativo, a companhia tem mais clareza na investigação dos fatos e os motoristas vítima de terceiros nas vias ainda tem a possibilidade de provar a boa conduta no trânsito.

 O sistema de fadiga em toda a frota agropecuária é parte de uma série de tecnologias embarcadas que visam a segurança nas vias. Há alguns anos, a BRF conta, também, com sistema de telemetria em todos os veículos da frota agropecuária. Enquanto os sensores de fadiga identificam o comportamento dos motoristas, o de telemetria foca no veículo, verificando frenagem, força G, velocidade no seco e na chuva, por exemplo.

Cezar Felipak, gerente de logística agropecuária da BRF, conta que a segurança e qualidade são valores para a BRF. “Adotamos o sistema de fadiga, uma tecnologia muito utilizada no transporte de produtos de alto valor agregado, em nosso transporte de animais e rações porque entendemos que a qualidade é essencial em nossa atividade e um grande diferencial de processos”, conta.

Resultados

O uso de tecnologia embarcada já tem resultados importantes. No primeiro semestre de 2023, considerando quantidade e taxa de frequência, a BRF registrou 60% menos acidentes do que no mesmo período de 2022. Trata-se do melhor resultado da operação agropecuária da Companhia desde o ano de 2011.

A frota agropecuária da BRF conta, atualmente, com cerca de 3.400 motoristas. Os veículos têm uma idade média de 3.7 anos, o que os coloca dentro do sistema Euro 5, conjunto de normas regulamentadoras pensadas para reduzir a emissão de poluentes dos veículos movidos a diesel. Mensalmente, a empresa realiza 100 mil embarques e percorre cerca de 13 milhões de km por mês com a frota agropecuária.

BRF      

Uma das maiores companhias de alimentos do mundo, a BRF está presente em 117 países e é dona de marcas como Sadia, Perdigão e Qualy. Seu propósito é oferecer alimentos de qualidade cada vez mais saborosos e práticos, para pessoas e seus pets em todo o mundo, por meio da gestão sustentável de uma cadeia viva, longa e complexa, que proporciona vida melhor a todos, do campo à mesa.  

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br