27 de maio de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Energia 100% renovável

Isso até 2024. É o que estima a Wilson Sons no Tecon Rio Grande. Terminal deve atender ao novo sistema energético limpo para uma operação cada vez mais sustentável e competitiva

A Wilson Sons, maior operador de logística portuária e marítima do mercado brasileiro, mantém uma constante preocupação com o meio ambiente e com práticas sustentáveis em suas operações. No Tecon Rio Grande, terminal de contêineres da companhia em Rio Grande (Rio Grande do Sul), um novo e importante passo foi dado neste sentido. Em maio, foi assinado um contrato para que o terminal tenha sua energia fornecida 100% de fontes renováveis.

Para isso, foi realizada a aquisição da certificação IREC (InternationalRenewable Energy Certificates) para o triênio 2024/25/26, que pode ser utilizada para o reporte das emissões indiretas pelo consumo de energia no Programa GHG Protocol, metodologia internacional mais utilizada para quantificar as emissões de gases de efeito estufa. Além disso, o certificado garante a rastreabilidade da fonte de energia renovável que chega ao terminal, e também zera as emissões de carbono provenientes do consumo de energia nos anos citados.

Por meio deste novo sistema energético, toda a energia gerada para o funcionamento do Tecon Rio Grande até o próximo ano virá de fontes renováveis que podem ser eólica, solar ou de pequenas centrais hídricas. Recentemente, foi concluída a construção de uma usina de energia solar fotovoltaica,instalada no estacionamento principal do terminal, com 74 módulos fotovoltaicos de 545 Wp com carregadores para veículos elétricos.

A diretora de sustentabilidade da Wilson Sons, Monica Jaén, destaca os compromissos da companhia, na agenda de Meio Ambiente em 2023, tendo como uma das prioridades a eficiência energética.

“Este é um tema diretamente ligado à nossa estratégia de negócios e à natureza das nossas operações. Em nossas linhas estratégicas, a eficiência energética é muito relevante: queremos fazer o melhor uso de todas as fontes de energia nas nossas operações e crescer com o cenário da economia de baixo carbono. Nosso compromisso é implantar projetos para reduzir o consumo de energia na Wilson Sons, priorizando as melhores iniciativas do mercado e focando nossos esforços na redução das emissões de carbono”, explica.

Monica ressalta ainda que, além desta e de outras certificações, a Wilson Sons responde voluntariamente ao S&P Global de Nova Iorque e é signatária do Pacto Global desde 2009.

Para Paulo Bertinetti, diretor-presidente do Tecon Rio Grande, “é uma felicidade e também uma responsabilidade tornar o Tecon Rio Grande totalmente limpo em termos de energia”.

Segundo Bertinetti, “o terminal desenvolve uma série de projetos de modo a proteger as pessoas e o meio ambiente. Já possuímos ISO 14001:2015, norma reconhecida internacionalmente voltada a minimizar os impactos ao meio ambiente e a melhorar o desempenho nessa área, possibilitando com isso reduzir o impacto à natureza e custos. Agora, com a aquisição da certificação IREC seguimos caminhando em direção ao futuro para uma operação cada vez mais sustentável e competitiva”, ressalta.

Ainda, o Tecon Rio Grande instalou recentemente a primeira de três tomadas para carros elétricos, que está à disposição dos colaboradores e visitantes do terminal. “Em linha com nossas estratégias de ESG, o departamento de gestão de ativos do terminal está implementando mais esta iniciativa sustentável, que é a geração de energia elétrica por meio de painéis fotovoltaicos de última geração, que além de alimentar parte do prédio administrativo do terminal, atenderá as tomadas para carros elétricos disponíveis a nossos colaboradores e visitantes”, observa Weber Martins, gerente de manutenção do Tecon Rio Grande.

Considerado um dos mais importantes terminais do País e uma das instalações mais competitivas na América do Sul, o Tecon Rio Grande é a porta de entrada e saída do Rio Grande do Sul para o mundo, tornando-se, ao longo de seus 26 anos de operação, fundamental para o desenvolvimento econômico do estado.

Com mais de 3 mil clientes importadores e exportadores, o Tecon Rio Grande recebe as principais linhas que escalam o Brasil, oferecendo serviços semanais para todos os trades do mundo a partir de 11 clientes armadores. Em termos de fluxos, conta com 74% de exportações e 26% de importação.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br