27 de maio de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Olivo com novidades

Fabricante de implementos rodoviários lança semirreboque basculante 4º eixo. Produto tem capacidade volumétrica de 40 m³ a 55 m³. Equipamento é ideal para atuar no mercado de agronegócio no transporte de grãos

A Olivo Implementos Rodoviários, fabricante com sede em Siderópolis (Santa Catarina), apresenta ao mercado o semirreboque basculante 4º eixo. O implemento atende as normas da resolução 916/2022 do Contran – Conselho Nacional de Trânsito.

“O produto foi desenvolvido para atender as operações de descarga de grãos com segurança”, diz Clauber Hipolito, gerente comercial da Olivo, que completa: “será oferecido com capacidade volumétrica de carga de 40 m³ a 55m³”. Com esta nova configuração, o produto aumenta sua capacidade de transporte de carga para 58,5 toneladas de PBTC.

O lançamento está disponível com suspensão pneumática auto direcional no primeiro eixo e suspensão do tipo mecânica com três eixos, com sistema do tipo balancin que dispensa lubrificação. Os suportes de mola são estampados em aço estrutural, com braços tensores articulados e molas semi-elípticas de 13 toneladas.

A linha de semirreboque basculante com 4º eixo tem três configurações: um, dois ou três suspensores. O produto dispõe de sistema hidráulico com circuito desenvolvido com mangueiras hidráulicas de alta resistência e pressão com trama dupla, com válvula de fimde curso. O basculamento é feito por cilindro hidráulico frontal telescópico de seis estágios.

O sistema rodante é composto por eixos tubulares com capacidade de carga de 13 toneladas, freios a ar a tambor, ABS com duas linhas: serviço e emergência. Isso garante mais segurança na operação. As rodas são feitas em aço com aro 8,5”x 22,5” polegadas.

O chassi é produzido com vigas em perfil “L” feitas em aço de alta resistência com travessas em perfil “U” interligadas. O pino rei é flangeado de duas polegadas e atua com acoplamento para cavalo-motor 6X2 e 6X4.

A caixa de carga está disponível em chapas ASTM A36 e STRENX 700 dobradas e interligadas às longarinas. A caixa é composta de uma geometria moderna com cantos poligonais e frente inclinada para melhor escoamento da carga e possuí tampa traseira abrindo simultaneamente ao basculamento.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br