22 de maio de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Brasil tem média de 176,5 acidentes por dia, com aproximadamente 14 mortes diárias

Reduzindo acidentes

Brasil tem quase 180 acidentes diários em rodovias e tecnologia reduz riscos em até 60%. Software de gestão de frota de startup baiana, que lança mão de inteligência artificial e telemetria, entre outros recursos, contribui ainda para direção defensiva e conservação dos veículos

O Brasil é reconhecido por ter um dos trânsitos mais violentos do mundo. Só nas rodovias, em todo o território nacional, a média é de 176,5 acidentes por dia, com cerca de 14 mortes diárias, de acordo com dados do Painel dos Acidentes Rodoviários, da Confederação Nacional do Transporte (CNT). Além de pesados investimentos em infraestrutura, a tecnologia é aliada para reverter essas dramáticas estatísticas.

Softwares de gestão de frota corporativa que lançam mão de recursos como a inteligência artificial promovem direção defensiva e controle efetivo do estado de conservação e manutenção dos veículos, mitigando problemas. Com essas funcionalidades, uma solução da startup baiana Infleet, por exemplo, reduz em até 60% os riscos de acidentes, ao colaborar em 80% na redução de descuidos ao volante.

É o que explica um dos diretores da empresa, Henrique de Amorim Viana Lima. “A nossa tecnologia de câmera com inteligência artificial detecta situações preocupantes no trânsito, como as distrações com o celular ou com o cigarro, ou mesmo a fadiga do motorista.” A solução é fornecida a frotistas de diversos elos da cadeia produtiva do setor logístico. Segundo levantamento da Infleet, a frota corporativa no Brasil hoje é de pelo menos 10 milhões de veículos.

O software otimiza o consumo de combustíveis e pneus. Faz a gestão também de aspectos ligados à conservação e manutenção, tais como desgaste mecânico. Com isso, além de assegurar ao frotista a segurança de seus veículos, propicia também resultados de ordem econômica e financeira, bem como de sustentabilidade socioambiental.

“Nossa gestão de frotas”, continua o executivo da Infleet, “reflete os valores relacionados à cultura de condução econômica e defensiva, responsável pela contenção do consumo de combustíveis e, consequentemente, da queima de combustíveis fósseis”. Lima destaca, ainda, que a startup fornece treinamento aos motoristas. “Esse investimento modifica os hábitos de direção, permitindo a redução de desgaste mecânico, manutenção, acidentes e poluentes.”

São aplicados procedimentos que combatem vícios enraizados; além disso, se apropriam de forma eficiente das leis da física e dos recursos que os próprios carros oferecem. “Entre esses procedimentos, fazem os condutores seguirem regras básicas, como usar a inércia, acelerar e frear devagar, manter a velocidade constante e mudar de marcha em RPM, o que se constituiu em uma estratégia eficiente para uma condução sustentável”, afirma.

A solução da Infleet é voltada tanto a frotas de veículos leves como pesados. “O recurso de telemetria, por exemplo, é capaz de fornecer informações sobre o veículo, seja ele um caminhão ou um carro pequeno, em tempo real; com isso, o monitoramento da frota é feito de forma assertiva. O sistema identifica frenagens, aceleração, curvas acentuadas, RPM e, também, concede dados como RPM, temperatura do motor, aceleração, abertura de baús, portas e diversas outras informações”.

Fora os ganhos em segurança, essas funcionalidades impactam em redução de até 20% nos custos de manutenção e abastecimento dos veículos, pontua Lima. “Sem falar, naturalmente, na redução de poluentes.”

Empresas que se utilizam da solução da Infleet atestam os ganhos. “Com plataformas integradas, temos uma visão sistêmica da nossa frota, de forma a termos, num mesmo sistema, controle de combustíveis, manutenção e posição com telemetria em tempo real dos veículos em atividade tanto na web quanto em mobile. Antes, gastávamos tempo preenchendo planilhas e mais planilhas para só depois analisar”, aponta o gestor de frotas da Coutrim Distribuição e Serviços, Aluizio Ferreira.

Por sua vez, a gestora Géssica Vilarim, da Biosanear Soluções Ambientais, assinala a melhora no modo de dirigir dos motoristas. “Na operação de coleta de resíduos da Biosanear é fundamental controlar rotas e pontos de parada. A Infleet nos ajudou bastante nisso e auxiliou, também, na melhora do modo de condução dos motoristas, principalmente no controle de velocidade nas estradas que apresentam condições inadequadas”.

Para ela, o investimento em tecnologia, direção e sustentabilidade é fundamental para a atividade produtiva ligada à cadeia logística. Lima, da Infleet, cita também o quanto isso é importante para a competitividade dos players dessa cadeia. As soluções da startup, pontua, estão alinhadas às práticas ESG (Environmental, Social and Governance).

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br