27 de maio de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Refinaria de Mataripe

Diesel marítimo

Acelen inicia produção e comercialização do diesel marítimo. Diversificação do portfólio de produtos é resultado do amplo programa de revitalização e otimização da Refinaria de Mataripe

A Acelen, empresa de energia, gestora da Refinaria de Mataripe, acaba de iniciar a produção e comercialização de mais um produto: o óleo diesel marítimo (ODM ou MGO da sigla em inglês), que se junta ao portfólio de mais de 30 itens produzidos na unidade.

O produto é destinado a embarcações de pequeno e médio porte (de apoio marítimo, abastecimento de barcos de pesca ou passeio, lanchas maiores, rebocadores e transporte de passageiros) e também a grandes embarcações, para uso nos motores denominados auxiliares.

No primeiro ano de gestão da refinaria, a empresa lançou outros três produtos, entre eles o propano especial – nunca antes fabricado na Bahia – e o butano especial. O incremento do portfólio de produtos é resultado do amplo programa de revitalização e otimização da refinaria, em busca de mais eficiência e melhor aproveitamento das unidades operacionais, além de rearranjo de infraestrutura e logística na planta.

“O processo de modernização das unidades operacionais conduzido pela Acelen desde que assumiu a refinaria tem proporcionado à companhia ampliar e diversificar seu portfólio de produtos, ganhando market share num curto espaço de tempo, ao mesmo tempo que garante segurança no abastecimento, fortalecendo toda a cadeia do setor”, destacou o vice-presidente comercial, trading e shipping, Cristiano da Costa.

A Acelen é a única produtora de diesel marítimo do estado, e já iniciou a oferta do produto na Baía de Todos os Santos, no Terminal Madre de Deus, o Temadre. A previsão é produzir 15 milhões de m3 por mês. Essa produção é suficiente para atender todo o mercado da Bahia, com expectativa de, no curto prazo, expandir e alcançar novos mercados via cabotagem em outros polos do Brasil, em especial no Nordeste, Norte e Sudeste.

Regionalmente, a produção do diesel marítimo trará importante ganho na questão logística, que pode levar a uma redução de custo das distribuidoras e um melhor atendimento ao mercado da Bahia, beneficiando também embarcações de pequeno porte da localidade, como de ribeirinhos, barcos pesqueiros e de passeio.

Com a oferta local do diesel marítimo, as distribuidoras não precisam mais buscar o produto em outros estados, possibilitando maior sinergia na cadeia de suprimentos a embarcações, inclusive as de grande porte.

Antes, embarcações de grande porte, como navio graneleiro, porta-conteiner e petroleiros, que usam o bunker oil produzido na refinaria, precisavam ir até outro ponto distante para abastecer os motores auxiliares com o diesel marítimo.

“Ter a oferta dos dois produtos no mesmo terminal traz sinergia, ganho logístico, com redução de custo. Além disso, proporciona ganhos ambientais, a partir da redução de emissões de gases de efeito estufa pelas embarcações, uma vez que não precisarão mais abastecer em dois lugares diferentes e percorrer longas distâncias”, completou o executivo.

O diesel marítimo tem características específicas. A principal delas é a necessidade de se enquadrar o ponto de fulgor acima dos 60ºC, temperatura mínima necessária para manter a queima do combustível, estando diretamente relacionado à maior segurança deste produto em embarcações, atendendo às especificações técnicas do produto.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br