27 de maio de 2024

CARGAS

O site dos transportes

Cassiano Piekarski

Área de inovação e ESG

KMM cria área de inovação e ESG em busca de logística de baixo carbono. Pioneira no setor a ter uma frente dedicada ao tema, empresa já se programa para o lançamento de reporte que dará a dimensão do setor e estabelecerá suas metas e compromissos públicos, além de outras iniciativas

A KMM, empresa especializada em tecnologia voltada à logística com atuação nacional e no Mercosul, acaba de criar uma área de inovação e ESG (sigla em inglês para ambiental, social e governança), se tornado a pioneira no segmento de atuação a ter uma frente específica sobre o tema.

Para fazer a gestão, convidou Cassiano Piekarski que atua há mais de 10 anos em áreas relacionadas a PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação) e ESG. Além de contar com parte de sua experiência adquirida como pesquisador no Laboratório de Estudos em Sistemas Produtivos Sustentáveis (LESP) e docente da UTFPR, em Ponta Grossa e Curitiba, Paraná.

“Acredito que seja um importante movimento para a logística brasileira que vem se aprimorando e ganhando cada vez mais eficiência com as inovações tecnológicas dos últimos anos. Porém, aliado a todas essas mudanças, é fundamental estabelecer compromissos em linha com a agenda ESG para que toda a cadeia continue avançando de maneira consciente”, afirma Cassiano Piekarski.

Com a criação da nova área, a companhia já planeja a publicação do primeiro reporte de oportunidades de descarbonização da logística rodoviária brasileira para 2022. Utilizando a base de dados da KMM, que atualmente compila mais de 6 milhões de viagens nos últimos dois anos, o objetivo é criar um relatório que apresente os conceitos, oportunidades de descarbonização logística rodoviária e apontar como transportadoras e condutores podem atuar para diminuir esses potenciais impactos.

O projeto de PD&I está sendo executado em parceria com o Laboratório da UTFPR Ponta Grossa, via um acordo de cooperação firmado em 2021 e, com as informações captadas na pesquisa, serão indicadas ações de curto, médio e longo prazo que possam refletir o potencial de descarbonização da logística.

Atrelado ao desenvolvimento desse relatório e ao projeto com a UTFPR, a empresa já desenvolve também uma calculadora que será disponibilizada aos clientes para que possam acompanhar o quanto suas operações geram em carbono equivalente, para assim, terem a visibilidade quantitativa, promovendo a conscientização e a busca por soluções em prol de uma logística de baixo carbono

A previsão é que a KMM também avance em sua agenda ESG. Serão identificados e consultados stakeholders para construção de matriz de materialidade e criação das metas e compromissos públicos de ESG. “Nosso objetivo é elaborar nosso Inventário de carbono seguindo o GHG Protocol para, em 2023, já lançarmos o Relatório de Sustentabilidade com referência no GRI (Global Reporting Initiative)”, finaliza Leopoldo Suarez Filho (COO da KMM).

KMM

Especializada em soluções tecnológicas para a gestão logística, a KMM conta com mais de 20 anos de atuação no mercado. Nascida em Ponto Grossa (PR), conta com um amplo portfólio para atender todo esse ecossistema, tendo disponível software WMS – Gestão de Armazéns, TMS – Gestão de Transporte e Logística, além de TOS – Gestão de Terminais.

A empresa também é a criadora dos aplicativos: QualP – voltado para roteirização, cálculo de rotas e custos de viagem, e Trizy – plataforma dedicada ao caminhoneiro que conecta a carga ao melhor transportador, sendo atualmente uma empresa investida pela Cosan – uma das maiores holdings do país.

Bruno Castilho

bruno@cargasetransportes.com.br